6 passos para migrar seu site WordPress

6 passos para migrar seu site WordPress com sucesso

Utiliza WordPress? Se sim, você sabe das muitas facilidades que este CMS traz a seus usuários. Migrar de servidor parece ser algo complicado. Existem várias razões para essa troca, desde a escolha simples por mudar provedor até criar um ambiente de backup e testes.

A migração manual do WordPress requer o uso, para o host antigo e o novo host, da conta de FTP, do phpMyAdmin e do cPanel. Basicamente, todos os dados antigos serão salvos para depois serem instalados no servidor de destino. Ao final, o usuário deve configurar os novos DNS para que o domínio passe a funcionar na nova conta de hospedagem. Essa atualização de DNS (passo 5) pode durar até 48 horas para se tornar completa.

Então, se você precisa de fazer uma migração e manter seu site WordPress funcionando após a troca de DNS, siga estes seis passos para obter êxito ao realizar esta tarefa:

1. Faça o backup do banco de dados

O phpMyAdmin é o software utilizado na grande maioria dos casos de hospedagem para WordPress e integrado a vários serviços de hosting. Consiste em um sistema de gestão dos bancos de dados MySQL, dentro do qual é possível exportar toda a base de dados em um arquivo “.sql”. Este arquivo deve ser salvo em seu backup para uso no passo 4.

2. Edite o wp-config.php

Em um editor de texto (Notepad ++ ou Sublime Text, por exemplo), atualize as informações de nome de usuário (DB_USER), senha (DB_PASSWORD) e nome do banco de dados (DB_NAME) com as novas informações do servidor de destino. Neste passo, é preciso ter configurado um novo banco de dados por meio do painel de controle do seu novo host. Em alguns casos, campo DB_HOST também deve ser atualizado, mas na maioria das vezes pode ser configurado apenas como “localhost”.

3. Faça o upload de tudo

Seu blog está quase pronto para rodar. Basta subir todos os arquivos no novo servidor com um programa de FTP (FileZilla ou similar). Envie todo o conteúdo para a pasta “public_html” da conta nova de hospedagem.

4. Importe o banco de dados

No painel de controle do novo servidor, encontre as opções de gerenciamento do banco de dados e faça o upload do arquivo “.sql” gerado no primeiro passo. Utilize a opção “Importar” do phpMyAdmin.

5. Altere o DNS do seu domínio

Edite as informações de apontamento de DNS do seu domínio no painel de controle do seu serviço de Registar (Registro.br ou outro). Geralmente são dados como “NS1.EMPRESADEHOST.COM”, “NS2.EMPRESADEHOST.COM”. Certifique-se de que os dados estão corretos e peça informações ao setor de suporte do novo servidor.

6. Corrija possíveis erros no htaccess e nos permalinks

Neste ponto, o seu site já deve estar funcionando. Porém, dois erros comuns podem ocorrer:

Error htaccess: O arquivo .htaccess permite a webmasters inserirem links e subdomínios manualmente. Caso tenha mudado o domínio do site, alguns desses links deixam de funcionar e geram erros de acesso.

Mod_Rewrite e Internal Error 500: O servidor não é capaz de ler o “.htaccess” se o Mod_Rewrite estiver ativado e o “Erro 500” aparecerá quando você clicar no link de algum post ou página. Para resolver, desative as configurações de Permalink no painel de controle do WordPress. Depois de tudo voltar a funcionar, você pode ativar os Permalinks novamente, para que o próprio WordPress reescreva o arquivo “.htaccess” com as novas configurações.

Precisa mudar o nome do domínio do site?

Neste caso, ao invés do passo 5 e antes do passo 4, você deve editar o arquivo “.sql” em um editor de texto com a função de pesquisa. Localize as palavras-chave “site url” e “home” e altere as URL’s (http://www.seunovodominio.com, por exemplo). Uma dica extra é pesquisar todas as entradas com o link antigo por meio da função “Find and Replace”, fazer a pesquisa com o link antigo (http://www.linkantigo.com/) e substituir pela URL nova.

Migração por meio de plugins

Mesmo com estes passos, muitos podem se perder em alguma configuração. Para quem não quer se arriscar em uma migração manual, existem plugins que podem facilitar a missão de quem não conhece bem as configurações do WordPress, como o All-in-One WP Migration, WordPress Clone, WordPress Move, Duplicator WordPress.

Precisa de uma forcinha?

Se você tem muito mais a migrar do que somente o site, a Weaversite oferece a seus clientes a migração completa e gratuita de toda a sua conta de hosting, incluindo e-mails e banco de dados. Escolha um de nossos planos e aproveite os recursos inteligentes da Weaver!